sexta-feira, 1 de maio de 2009

Case: Kryptonite - o poder dos blogs

Kryptonite é uma marca americana de cadeados de bicicleta. Neste case, vemos como consumidores podem afetar a imagem de um produto ou de uma marca a começar pela internet. Reflexão feita na oficina "Comunicação digital e novas mídias institucionais" dada pelo Rodrigo Cogo no III Congresso ABRAPCORP.

Tudo começou no dia 12 de setembro de 2004, quando um utilizador comum do cadeado revelou no fórum  bikeforums.net que ele pode ser aberto com uma simples caneta Bic. A notícia se espalhou e 2 dias depois o blog Engadget publicou um post acompanhado de um vídeo que mostra como se abre o cadeado Kryptonite Evolution 2000 u-Lock com uma caneta.

Em 3 dias o post recebe mais de 100 comentários e o vídeo é assistido 255.000 vezes. A marca americana subestima o problema e prefere não se pronunciar. Então, no dia 17 o renomado New York Times relata o caso, além de outros jornais (de rádio e de canais de TV) que também noticiam que o cadeado Kryptonite se abre com uma caneta.


Após grande exposição na mídia, o vídeo é visto por 1.800.000 pessoas, no dia 19,  e 1.700.000 no dia seguinte. Só 5 dias depois da vasta exposição do assunto na grande mídia que a empresa decidiu reagir e anunciou que trocaria os cadeados gratuitamente, porém apenas 38.000 pessoas viram.

O que parecia ser um simples post de um blog, tornou-se num caso discutido por todos. Esta história mostra como a opinião de um consumidor pode provocar efeitos catastróficos na imagem e credibilidade de uma marca. O que ocasionou grande impacto nas suas vendas e custou 10 milhões de dólares à Kryptonite.

7 comentários:

  1. É a nova realidade da comunicação, em que apenas 10 dias de espera ou negligência causam prejuízos financeiros e de imagem numa organização, com evidente dificuldade de recuperação do valor e da reputação perdidos. Valeu pela repercussão da oficina e parabéns por ter buscado ainda mais informações do que eu mesmo transmiti naquela tarde.

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Olha como um video, pode tomar enorme repercussao e trazer prolemas a organizaçao.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. De nada Rodrigo! A oficina foi muito interessante!

    Brigada pelo comentário e pelos parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Bruno H. Pedersoli3 de maio de 2009 14:35

    Comunicar-se é essencial, dar credibilidade a comunicação é a chave do sucesso!

    Nessas horas notamos a eficiência de uma caneta Bic.

    Beijos ;-)

    ResponderExcluir
  5. Pessoal, estou escrevendo acá ao lado da Nayara Landim! Porém o que comentarei será para a posteridade na Web, os problemas organizacionais causados pela revolução da Web esta desestruturando o mundo capitalista pelo fator da socialização do know-how (êste mesmo know-how que é protegido como segredo comercial, interesses da indústria de base, etc... ad nauseam). O que foi expresso no 'flash mob' (explicando para os mais leigos, quer dizer, mobilização em massa em curto espaço de tempo) será a regra ou a pedra fundamental num mundo conectado e cujas inteligências se constituirão numa coletividade, não mais em fragmentação empresarial. Um caso recente é o o fenômeno eleitoral do uso de mídias digitais e redes sociais, como o Dilmaboy que causou um efuror na web e uma provocação a uma questão: É ainda sustentável uma comunicação unilateral? do tipo das grandes mídias tradicionais - imprensa capitalista e golpista atualmente Veja, Globo, Band, IG, etc...? Ou será que precisamos rever as prioridades e tendências na web para enfim socializar, participar, compartilhar e tornar acessível o conhecimento enfrentando o monopólio da grande mídia e favorecendo a diversificação das fontes de informações e meios comunicativos! O caso acima reflete apenas um case ´de menor importância histórica de quando daqui a 10 anos o mundo estiver mais conectado, integrado e incluido na cultura digital que será a substitutiva das mídias tradicionais e por conseqüente o desmanche dos editoriais tradicionais e golpistas para a participação social nos processos de conhecimentos e uma elevação da mentalidade geral. Qualquer mais questões acessem

    http://fernandogaebler.blogspot.com/

    Enjoy now! By FeGa 2010!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, Fernando, como vc é nerd! rsrsrs
    Mto bom seu comentário! Vc escreveu para a "posteridade na Web", que profundo, tinha que vir de alguém que faz Filosofia, ne!? =)

    Agora, falando sério, concordo com você que temos que socializar o know-how e que o mundo caminha para uma construção conjunta da comunicação e processos de conhecimento. Aliás, essa não é apenas uma observação e comparação com o futuro, mas uma esperança. De que tudo que realmente faça sentido na vida, ou seja, que seja importante, seja realizado de forma socializada, possibilitando a participação dos interessados e a colaboração mútua.

    Bom, simploriamente, é isso.

    Abraços

    ResponderExcluir